Nonsense consensual em forma de blogue.
Criado no dia 22 de Abril de 2012.

O sangue que se derrama

+ Sem comentários
O sangue que se derrama
Que não seja em vão…
As lágrimas que são brutalmente derramadas
Que sejam do coração

A letra deformada, de uma canção
Arrebatada com impetuosidade
Pelos implacáveis tiranos da nossa sociedade
Que seja o retrato da nossa obediente nação

Que relate a imutável guerra
Padecimento doado pelo nosso sistema
Cravando nos rostos a animalidade do ser denominado homem
E com subtil rudeza vão se caracterizando “homens do poder”…

E assim a humanidade percorre caminhos ditado pela realeza capitalista
Que distingue os inocentes “pobres” pelos porcos “podres” de ricos….

E que a letra deformada da nossa canção
Seja um infindável retrato da nossa “bela” nação…

Enviar um comentário

Siga-nos por Email